O trauma é algo que deixa marcas no indivíduo. O conflito interno e a forma de como a pessoa encara tal situação e como ele reflete em sua vida, seja criança ou adulto, mostrará o quão traumático foi o acontecimento.

Vamos descobrir como o trauma infantil influência na vida adulta? A IDMP pode lhe explicar então confira!

Nas crianças

Quando se é criança, não sabemos ao certo o que é errado e o que é certo.

Por isso, o trauma caracteriza-se na culpa que ela sente por não saber se foi responsável pela situação que aconteceu.

O mais importante é saber que qualquer acontecimento que a criança considera ser agressivo à ela como brigas, separação, espancamento e abandono podem refletir no futuro como um jovem e  adulto inseguro, com neuroses, medos, muitas vezes agressivo e com seu Eu interior fragilizado.

Alguns dos transtornos psicológicos

Transtorno de Ansiedade, Transtornos Depressivos e o TDAH.

Como resultado, não são todas as crianças que presenciam uma situação ruim que crescem com algum tipo de transtorno.

Certamente, o papel dos pais e familiares é fundamental para o desenvolvimento pós-traumático na vida de seus filhos, sendo necessário dar carinho, amor e suporte à recuperação.

E o papel do psicólogo?

Se o trauma persistir até a fase adulta, o papel do psicoterapeuta é mostrar para aquele paciente que ele não é mais aquela criança indefesa com medo da vida. O trabalho leva tempo mas é necessário.

Se você passou por alguma situação traumática e luta internamente, não deixe mais essa situação tomar conta de você.

A melhor maneira de superar algo que nos faz tão mal, é com o auxílio de pessoas que nos querem bem e profissionais qualificados para isso. Liberte-se, e viva!