Muito comum no mundo todo, a depressão afeta todas as idades, no Brasil são mais ou menos 5,8% de pessoas que sofrem da doença. A depressão é séria e pode levar o indivíduo a obter pensamentos suicidas e perda de interesse generalizado. Entenda um pouco mais sobre a depressão no nosso artigo a seguir.

Tipos de depressão

Existem alguns tipos e os mais comuns são:

Episódio depressivo: classificado por um período de tempo em que a pessoa apresenta alterações no seu comportamento como falta de energia, oscilação de humor, pensamentos lentos, alterações no sono, falta de apetite, entre outros.

Transtorno depressivo maior: geralmente esse tipo é causado pela herança genética, onde a pessoa tem todos ou a maioria dos sintomas de depressão podendo ser físicos ou emocionais.

Depressão bipolar: na fase da euforia (alegria), o paciente pode apresentar agitação, hiperatividade, aumento da energia, ocupação com diversas atividades, entre outros. Já na fase da mania (tristeza), o paciente apresenta a maioria ou todos os sintomas de um quadro padrão de depressão.

Causas

Embora muitas pessoas pensem que os fatores psicológicos são as causas da depressão, na verdade eles são uma consequência da síndrome. Na realidade, é uma sequência de fatores.
É comprovado a existência de alterações químicas no cérebro em relação aos neurotransmissores, que transmitem impulsos nervosos para as células do cérebro do paciente depressivo. O que existe são fatores que podem aumentar a chance da depressão se desenvolver nas pessoas, são elas:

• Medicações com muitos elementos químicos
• Qualquer tipo de abuso
• Genética
• Perda ou morte de um ente querido
• Problemas externos como estresse
• Conflitos interpessoais

Sintomas

Os sintomas podem ser físicos ou emocionais:

Físicos

• Dores de cabeça
• Dores no corpo
• Azia
• Tensões na nuca e nos ombros
• Pressão no peito

Emocionais

• Falta de motivação
• Insegurança
• Ansiedade
• Raciocínio lento
• Perda de interesse

Em casos gravíssimos o paciente deseja morrer, pois está cansado de viver e não aguenta mais ser quem é, pensa em como planejar um suicídio, tem uma distorção da realidade e possui muitos pensamentos negativos. Psicólogos podem diagnosticar a depressão, é importante levar a sério quando alguém diz “quero morrer” as vezes não é em tom de brincadeira, na verdade, a maioria das vezes não é. Se você está passando por isso e tem vergonha de pedir ajuda, entre em contato com a IDMP. Nós podemos te ajudar.